Receba conteúdo florestal grátis toda semana

Inovação

Embrapa apresenta drones que podem detectar doença nas lavouras em apenas um voo

Novas tecnologias de mapeamento da zona rural são as grandes aliadas da agricultura de precisão, capazes de auxiliar o produtor durante todo o processo de plantio, cultivo e colheita. Uma das novidades de última geração criadas para o campo vem da Embrapa Instrumentação (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), que tem desenvolvido softwares de ponta voltados para Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs), conhecidos como drones.

Lucio Andre de Castro Jorge diz que tecnologia é acessível: ‘Há VANTs para todos os bolsos’




A Embrapa apresentou os drones oficialmente nesta quinta-feira, 1º de maio, durante a 21ª Feira Internacional de Tecnologia em Ação – Agrishow 2014. No entanto, por causa do interesse dos agricultores que estão visitando a feira desde segunda-feira (28), de 15 em 15 minutos é possível observar o funcionamento dos equipamentos, que já sobrevoaram diversas vezes o espaço montado em Ribeirão Preto (SP).
De acordo com o pesquisador da Embrapa Lúcio André de Castro Jorge, os novos drones são capazes de antecipar o surgimento de doenças e pragas nas lavouras e analisar a fertilidade do solo.
“Este mapeamento ajudará a monitorar e prever problemas com pragas e doenças em geral, logo no início”, conta.
“As imagens captadas pelo VANT, associadas às técnicas eficientes de geoprocessamento, podem identificar, inclusive, áreas prejudicadas por erosões e assoreamentos de rios”, acrescenta o pesquisador. Ele ainda explica que, com câmeras especiais que utilizam luz infravermelha, por exemplo, é possível averiguar se a plantação está doente ou não em apenas um voo.

Segundo Jorge, os produtores rurais não devem encontrar dificuldades para adquirir os novos drones, porque “há VANTs para todos os bolsos”.
“Os preços variam de R$ 5 mil a R$ 120 mil para a montagem do drone, que não pode ainda ser vendido no Brasil. O aparelho a ser usado vai depender da extensão da propriedade rural”, salienta.
“A Embrapa Instrumentação apresentará um VANT (na Agrishow 2014) de porte médio para cima, que custou R$ 120 mil para ser montado, com capacidade para 35 quilos de carga, que pode ser utilizado em uma fazenda com raio de, no mínimo, 80 quilômetros. Também apresentaremos drones destinados aos pequenos produtores, que têm propriedades de até 100 hectares”, informa.
REGULAMENTAÇÃO
O pesquisador relata também que a Agência Nacional de Aviação (Anac) está regulamentando o uso da tecnologia dos VANTs no Brasil.
“O drone ainda não pode ser feito para uso comercial, não se pode vendê-lo e, sim, construí-lo para utilização própria. Mas a regulamentação já está acertada para ser publicada até final deste ano.”
Jorge reforça, portanto, que a Embrapa está desenvolvendo apenas os softwares, que podem ser gratuitos (é só baixá-los pela internet) ou pagos (podendo custar até R$ 80 mil), conforme a necessidade de cada produtor. Já os drones fabricados pela estatal são utilizados somente em pesquisas próprias. Para os softwares pagos, é necessário que o interessado entre em contato com o órgão para receber as orientações e os formulários a serem preenchidos.
O produtor rural que quiser mais orientações sobre o assunto, basta entrar em contato com a Embrapa Instrumentação, acessando o site www. cnpdia.embrapa.br ou pelo telefone 16 2107-2800. Os novos VANTs estarão disponíveis para apreciação, durante a Agrishow 2014, até dia 2 de maio, sexta-feira.
Por equipe SNA/RJ

por: Lucas Monteiro

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.