Receba conteúdo florestal grátis toda semana

[DOWNLOAD]

CAR mobiliza estados e segue crescente no país

A área cadastrada subiu cerca de 7% no último mês, chegando aos 227 milhões de hectares"
Mais de 197 mil imóveis rurais fizeram o Cadastro Ambiental Rural (CAR) no último mês. A área cadastrada subiu cerca de 7%, em relação ao mês de maio, atingindo 227 milhões de hectares, o que representa cerca de 57% da área passível de cadastro, calculada com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e informações declaradas pelos estados.

Clique Aqui para fazer o Download a todos os dados referente ao CAR no mês de junho.



Os números foram divulgados pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), durante o “I Encontro de Integração com os Estados sobre o Cadastro Ambiental Rural”, realizado na sede do órgão em Brasília, entre os dias 07 e 09/07.
Ao divulgar o balanço, o diretor do SFB, Raimundo Deusdará Filho, avaliou como positivo o crescimento do último mês. “As regiões que estavam com menor adesão tiveram um incremento considerável. O Rio Grande do Sul, após a aprovação da regulamentação estadual, demonstra que irá retomar o ritmo dos cadastramentos. Assim como os estados do Nordeste que tiveram um acréscimo considerável no último mês”, avaliou.
O diretor ainda destacou o esforço do órgão para qualificar os dados do Boletim. “Durante este Encontro, tivemos oportunidade de buscar junto aos estados atualizações sobre a área passível de cadastramento de forma a qualificar cada vez mais essas informações”, contou.
Mobilização
​O I Encontro de Integração com os Estados sobre o Cadastro Ambiental Rural reuniu cerca de 50 técnicos de 23 órgãos estaduais e do Distrito Federal responsáveis pela implementação do CAR. No evento, os participantes puderam trocar experiências sobre a implantação do cadastro e ainda tiveram oportunidade conhecer o Módulo de Análise, ferramenta desenvolvida pelo Governo Federal que será disponibilizada para os estados para a validação das informações declaradas pelos proprietários dos imóveis.
Fonte: Serviço Florestal Brasileiro

por: Lucas Monteiro

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.