Receba conteúdo florestal grátis toda semana

[Conceitos]

O que é a "Água Virtual"?

Notícias sobre a escassez hídrica em várias regiões do Brasil e do mundo, têm feito muitas pessoas reavaliarem seus hábitos, adotando medidas que visem reduzir a utilização e o desperdício de água.

Porém, não estamos consumindo somente a água que utilizamos diretamente para nossas atividades diárias. De forma indireta, utilizamos milhares de litros de água todos os dias, justamente o recurso utilizado de forma indireta, nas fases da produção de qualquer produto que é chamado de "Água Virtual".

Em sua essência, esta concepção diz respeito ao comércio indireto da água que está embutida em certos produtos e consiste em compreender que o consumo por seres humanos não é limitado pelo uso direto da água em atividades cotidianas, mas também, pela água existente no conteúdo dos produtos consumidos, além da que é utilizada para a sua produção, fabricação e transporte, que deve ser contabilizada e avaliada.

O conceito foi criado no início da década de 1990 pelo cientista inglês John Anthony Allan. O termo leva em consideração o volume de água utilizado, o quanto do recurso evapora ou fica poluído nos processos de produção.
Infográfico: litros de água utilizados na produção de alguns produtos. Fonte: Planeta sustentável 

Nos dias atuais, o conceito é muito utilizado para se referir a quantidade de água que é comprada ou vendida indiretamente por países, através das relações internacionais de exportações e importações de produtos, principalmente commodities agrícolas e não - agrícolas. Neste contexto, a América é considerado um continente exportador de água, enquanto a Europa, África e parte da Ásia são consideradas regiões importadoras. 

Para o cálculo da água virtual, temos a chamada "Pegada Hídrica". Pegada Hídrica é uma ferramenta desenvolvida para o cálculo da água necessária para produção de commodities, que representa o volume anual total de água utilizada para produzir os bens e serviços relacionados ao consumo. Este conceito começou a ser utilizado em 2002 como um indicador, para mapear o impacto do consumo humano em recursos globais de água doce.

Basicamente, para se calcular os fluxos de água virtual entre os países, é multiplicado o volume de vendas de determinada mercadoria com o volume da pegada hídrica dela, no local onde foi produzida. Calcula-se o fluxo de água do Brasil à Europa relativo as exportações de soja, por exemplo, com a multiplicação das toneladas exportadas pelo volume de água consumido e poluído no Brasil a cada tonelada de soja produzida no país.

O Brasil é considerado o 4º maior exportador de água virtual do planeta, com 112 trilhões de litros de água a cada ano. O primeiro são os EUA: 314 trilhões, seguidos pela China: 143 trilhões e a Índia: 125 trilhões.

E agora, que tal calcular sua pegada hídrica e pegada ecológica? 


Fonte: ecodesenvolvimento.org
No site pegadahidrica.org, existem temas relacionados ao assunto e ainda uma calculadora de pegada hídrica. A calculadora é disponibilizada somente em inglês, caso queira fazer seu cálculo clique aqui.

A Pegada Ecológica mede a quantidade de recursos naturais renováveis para manter nosso estilo de vida. Tudo o que usamos para viver vem da natureza e mais tarde voltará para ela. Essa é a nossa Pegada. Para o cálculo, você precisará preencher seis parâmetros: Alimentação, Moradia, Bens, Serviço, Tabaco e Transporte. Acesse, saiba mais sobre o assunto e calcule sua "Pegada Ecológica", clicando aqui.


Fontes: GODOY, A. M. G. ; LIMA, A J . Água virtual: mecanismo de aprofundamento das relações comerciais desiguais. Anais do V Congresso da Anppas. Brasilia, 2008. v. 1. p. 01-20. 
BLENINGER, T.; KOTSUKA, L. K. Conceitos de água virtual e pegada hídrica: estudo de caso da soja e óleo de soja no Brasil. Recursos Hídricos (Lisboa), v. 36, p. 15-24, 2015. 
CARMO, R.L.; OJIMA, A. L. R. O. ; OJIMA, R. ; NASCIMENTO, T. T. Água virtual, escassez e gestão: o Brasil como grande "exportador" de água. Ambiente e Sociedade (Campinas), v. X, p. 83-96, 2007.

por: Leovigildo Santos

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.