Receba conteúdo florestal grátis toda semana

EMBRAPA

Tecnologia inovadora analisa solos em apenas 30 segundos

A Embrapa Solos (RJ), em parceria com a iniciativa privada, desenvolveu um pacote tecnológico destinado à análise de solos que irá revolucionar o mercado no Brasil. Denominado SpecSolo, ele tem a vantagem de analisar as amostras de solo de forma não destrutiva, rápida e econômica. Dezenas de parâmetros de fertilidade (carbono orgânico do solo, pH, cálcio, magnésio, fósforo, potássio dentre outros) e física do solo (argila, silte e areia) podem ser analisados simultaneamente em apenas 30 segundos. A análise convencional demora dias para apresentar os mesmos parâmetros.
“O SpecSolo é baseado no uso de técnicas de espectroscopia vibracional e de inteligência artificial”, detalha André Marcelo de Souza, pesquisador da Embrapa Solos e responsável pela tecnologia. Souza explica que a tecnologia lança mão de algoritmos precisos e eficientes. “Estes algoritmos”, explica o cientista, “usarão um robusto banco de dados, com mais de um milhão de amostras de solos representativos do Brasil”. Souza conta que as amostras e dados analíticos relacionados foram obtidos de um dos maiores laboratórios de análises de solos do mundo, o Instituto Brasileiro de Análises (IBRA), parceiro do projeto de desenvolvimento e corresponsável pela tecnologia.
“A solução analítica SpecSolo é uma das maiores inovações em análise de solos das últimas cinco décadas no Brasil, retomando a missão da Embrapa de propor e implantar novas metodologias em análise de solos no cenário agrícola brasileiro”, reitera o chefe-geral da Embrapa Solos Daniel Vidal Pérez. Tanto o instrumento quanto a tecnologia possuem a chancela da Embrapa. Portanto, o SpecSolo será mais um método oficial preconizado pela Empresa para análise de solos no Brasil. 
Como funciona
Para a dupla de diretores do IBRA Armando Saretta Parducci e Thiago Parducci Camargo, a parceria entre a Embrapa Solos e o IBRA possibilitou o desenvolvimento da tecnologia. “Somos os pioneiros no Brasil em construir um banco de dados robusto com um número tão expressivo de amostras dos solos brasileiros, essencial para o desenvolvimento e sucesso da tecnologia”, diz Armando Parducci.
Além do numeroso banco de dados, o pacote tecnológico SpecSolo conta com um software hospedado na nuvem exclusivo para o processamento da informação e um equipamento inovador dedicado à análise de solos, denominado SpecSolo-Scan.
O equipamento possui um amostrador automático que permite análise simultânea de 40 amostras de solo e autonomia para trabalhar sozinho durante 20 minutos. Após esse tempo, os resultados analíticos são gerados automaticamente, acessando remotamente o banco de dados. Os resultados podem ser liberados de acordo com o serviço adquirido pelo cliente, podendo ser na forma de resultados analíticos de cada parâmetro do solo, ou por faixas de interpretação da fertilidade do solo.
O projeto ainda conta com um sistema especialista para gerar recomendações de adubação e calagem, segundo os principais manuais disponíveis no País. O SpecSolo-Scan é o primeiro instrumento comercial de espectroscopia no infravermelho próximo e visível (VisNIR) do mundo a apresentar um amostrador automático e um sistema integrado com banco de dados totalmente dedicado à análise de solos.
A versatilidade dessa tecnologia atende a diferentes públicos-alvo como laboratórios de analises de solo, cooperativas agrícolas, usinas de açúcar e álcool, órgãos de pesquisa e extensão rural, empresas de agricultura de precisão e consultores. “Programas do governo, como o Programa ABC (Agricultura de Baixo Carbono), e atividades relacionadas à caracterização e planejamento do uso da terra (levantamento de solos tradicional e digital) ganham eficiência com a adoção da tecnologia”, afirma o pesquisador da Embrapa Maurício Rizzato Coelho.
“A tecnologia irá permitir a substituição, com rapidez e precisão, dos métodos tradicionais em análise de solos, muitos deles poluentes ao meio ambiente, mitigando os impactos ambientais e diminuindo os custos dos laboratórios com o tratamento e destinação correta de resíduos”, afirma André Marcelo. Além disso, devido à sua versatilidade, produtores rurais que antes tinham dificuldade de conduzir análises de solos e, consequentemente, as recomendações de adubação e correção, passarão a ter fácil acesso à nova tecnologia. Em consequência, espera-se um aumento de produtividade dos sistemas de produção devido ao uso racional de corretivos e fertilizantes, com redução dos impactos ambientais e melhoria da qualidade de vida no meio rural.
“Qualquer laboratório de análise de solos do Brasil poderá usufruir dessa tecnologia, acessando o portal da SpecSolo (http://www.specsolo.com.br/)”, revela a chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Solos, Denise Werneck. A página contém um formulário para cadastro dos interessados. 
Receptividade
O pré-lançamento da tecnologia ocorreu no Congresso Brasileiro de Agricultura de Precisão (ConBAP), no começo de outubro, em Goiânia (GO) . “Foi evidente a aceitação do público: produtores rurais, representantes de laboratórios e consultores agropecuários se mostraram muito interessados na tecnologia e o equipamento se destacou”, revela Armando Parducci.
O lançamento do SpecSolo será no dia 20 de outubro, às 10h, durante o FertBio, congresso científico dedicado a pesquisas em fertilidade do solo, que também será realizado em Goiânia. O chefe-geral da Embrapa Solos, Daniel Vidal Perez, fará uma palestra que discutirá os novos rumos e possibilidades em análise de solos no Brasil, com ênfase na tecnologia SpecSolo.
Todos os produtos gerados pela parceria estão em processo de patenteamento, incluindo o equipamento, software e os modelos de negócio.
A análise de solos na agricultura
O solo é um recurso natural renovável que desempenha um papel fundamental na produtividade agrícola, pois carrega em sua composição os nutrientes essenciais para as plantas. Um solo fértil possui grande capacidade de fornecer água e nutrientes às plantas, mas sua fertilidade pode variar muito, em uma só propriedade agrícola. Por isso, o agricultor precisa conhecer os solos de sua lavoura, o que só é possível com a análise específica.
A análise do solo é uma das exigências das instituições financeiras para disponibilizar crédito agrícola e seguro safra ao agricultor, pois possibilita a avaliação dos riscos do negócio. Conforme o Manual de Crédito Rural (2010), para ter acesso a essas linhas de financiamento, o agricultor tem que apresentar laudos de análise de solo e da respectiva recomendação agronômica, e, a partir da safra 2013/2014, a análise inclui também o carbono total do solo.
Segundo o coordenador do Programa de Análise de Qualidade de Laboratórios de Fertilidade (PAQLF) da Embrapa Meio Ambiente (SP), o analista Marcelo Saldanha, existem no Brasil cerca de 250 laboratórios de análise de solos credenciados. Marcelo afirma que anualmente são realizadas aproximadamente quatro milhões de análises de solos no País. Entretanto, existe um potencial de oito milhões de análises. Pelo menos quatro milhões de análises deixam de ser realizadas devido à falta de divulgação, limitação de capacidade analítica dos laboratórios, longos prazos para liberação de resultados e à falta de laboratórios próximos aos polos agrícolas.
Análises de solo mais baratas
É nesse contexto que a tecnologia desenvolvida pela Embrapa se apresenta como uma solução para alavancar e democratizar as análises de solos no Brasil. “Mesmo nas regiões mais remotas do País, será possível utilizar o pacote tecnológico SpecSolo a um custo muito inferior de implantação e operação em relação a um laboratório tradicional”, assegura Thiago.
A estratégia de comercialização da nova tecnologia adotada permitiu ao IBRA criar o ibra-express. Nesse caso, as análises serão feitas pelo equipamento SpecSolo-Scan, e os resultados estarão disponíveis para o cliente em apenas algumas horas a partir da entrada da amostra no laboratório.
Carlos Dias (MTb 20.395/RJ)
Embrapa Solos
solos.imprensa@embrapa.br
Telefone: (21) 2179-4578


por: Alinne Santos

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.