Receba conteúdo florestal grátis toda semana

Amazônia

Noruega anunciou fundo de US$ 400 milhões para deter desmatamento de florestas tropicais

O governo norueguês anunciou no dia 19 de janeiro, durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, a proposta de arrecadar  US$ 400 milhões para incentivar pequenos agricultores a reduzir o desmatamento de florestas tropicais.

_____________________________________________________________________________ 


O governo da Noruega está criando um novo fundo para dar início aos investimentos para a agricultura sem desmatamento em países que estão trabalhando para reduzir a degradação de suas florestas e turfeiras. Ele trabalhará em parceria com o Fundo Global para o Meio Ambiente e com a IDH (Iniciativa de Comércio Sustentável), com grandes empresas de alimentos e ONGs ambientais, visando proteger mais de cinco milhões de hectares de florestas e turfeiras até 2020, proporção equivalente ao tamanho do território da Costa Rica.
 
A Notícia foi anunciada no dia 19 de janeiro, durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, a proposta do governo norueguês é arrecadar  US$ 400 milhões para incentivar pequenos agricultores a reduzir o desmatamento de florestas tropicais.

Fonte: Pensamento Verde.
A agricultura é um dos maiores causadores do desmatamento. Entre 2000 e 2012, foram desmatados 2,3 milhões de quilômetros quadrados de floresta. Até esse período, os investimentos no aumento da produção agrícola tendiam a favorecer a expansão das áreas para cultivo através do desmatamento de florestas tropicais, em vez de intensificar a produção agrícola nas terras aráveis existentes.




“Chegou o momento de cumprir o objetivo de acabar com o desmatamento originado da cadeia de suprimentos das principais commodities globais. O aumento da produção agrícola não pode mais ocorrer à custa dos bens comuns globais”, disse Naoko Ishii, diretora do Fundo Global para o Meio Ambiente.

Espera-se que o fundo ajude aos países com florestas a cumprir os compromissos assumidos mediante o Acordo Climático de Paris da ONU e contribua com uma série de Metas de Desenvolvimento Sustentável, tais como: redução da pobreza; erradicação da fome; trabalho decente e crescimento econômico; ação climática; gestão sustentável da água; e um fim à degradação da terra e perda de biodiversidade.


“O futuro do planeta depende de nossa capacidade comum de proteger e restaurar florestas em escala sem precedentes”, afirmou a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, em um comunicado.

O fundo será formalmente criado e incorporado pela IDH como uma entidade jurídica independente ainda este ano.

A 47ª Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial foi realizada entre os dias 17 e 20 de janeiro em Davos-Klosters, na Suíça, sob o tema Liderança Responsável e Receptiva. Mais de 3.000 participantes de quase 100 países participaram de mais de 400 sessões.


Fontes: IPAM Amazônia, The Local




Leia também: 
[DOWNLOAD] Panorama sobre o desmatamento na Amazônia em 2016
Projeto PRODES estima 7.989 km2 de desmatamento na Amazônia em 2016
[DOWNLOAD] Relatório avalia a implementação do Código Florestal de 2012 a 2016
 




por: Leovigildo Santos

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.