Receba conteúdo florestal grátis toda semana

Água

Plantas que estão com sede podem ouvir água

Arbustos possuem um sentido de som para saberem onde encontrar a sua próxima bebida.

As plantas com sede ouvem as bolhas da água detectando vibrações minúsculas no solo, de acordo com um estudo novo.

Os pesquisadores descobriram que as plantas também podem sentir insetos zumbindo - e podem até mesmo ser capazes de ouvir sons como lagartas mastigando e o vento assobiando através das árvores.

Isso pode explicar por que as plantas são sempre capazes de encontrar água no mais seco dos climas e sugere que elas têm mais conhecimento do seu ambiente que poderíamos pensar. 
As plantas com sede ouvem as bolhas da água detectando vibrações minúsculas no solo, de acordo com um estudo novo.


Pesquisadores liderados pela bióloga Monica Gagliano da Universidade da Austrália Ocidental colocaram mudas de ervilha em vasos invertidos. Um “braço” do pote foi colocado em água e o outro foi colocado em solo seco.

Os pesquisadores descobriram que as raízes sempre cresciam para o lado com a água, mesmo quando ela estava escondida atrás de plástico. 
Se as plantas estavam mais próximas da fonte, elas são capazes de usar gradientes de umidade para alcançá-lo


"Elas sabiam que a água estava lá, mesmo que a única coisa a detectar fosse o som dela fluir dentro da tubulação", disse o Dr. Gagliano, escreve Scientific American. O Dr. Gagliano acredita que as plantas usam ondas sonoras para detectar a água quando está longe.

"Como a água é essencial para a vida, os organismos desenvolveram uma ampla gama de estratégias para lidar com as limitações de água, incluindo a busca ativa de seus níveis de umidade preferencial para evitar a desidratação", disseram pesquisadores no artigo publicado em Oecologia.

"As plantas usam gradientes de umidade para direcionar suas raízes através do solo uma vez que uma fonte de água é detectada, mas como elas detectam a fonte ainda é desconhecida", disseram

Se as plantas se encontram mais próximas da fonte, elas são capazes de usar gradientes de umidade para alcançá-la, enquanto que as vibrações eram mais úteis a uma distância. "Descobrimos que as raízes foram capazes de localizar uma fonte de água através da detecção das vibrações geradas pela água que se deslocam dentro dos tubos, mesmo na ausência de umidade do substrato", disseram os pesquisadores.

Esta pesquisa apóia um estudo de 2014 realizado por pesquisadores da Universidade de Missouri (MU), que descobriu que as plantas podem identificar sons próximos, como o som de comer e, em seguida, reagir às ameaças em seu ambiente.

video

"Descobrimos que as ‘vibrações alimentares’ alteram o metabolismo das células vegetais, criando produtos químicos mais defensivos que podem repelir ataques de lagartas", disse Heidi Appel, cientista sênior da Divisão de Ciências Vegetais da Faculdade de Agricultura, Alimentação e Recursos naturais. 

No estudo, as lagartas foram colocadas em Arabidopsis, uma pequena planta florida relacionada ao repolho e mostarda.Usando um laser e um pequeno pedaço de material reflexivo sobre a folha da planta, os cientistas foram capazes de medir o movimento da folha em resposta à lagarta mastigadora.


Os pesquisadores então reproduziram gravações de vibrações de alimentação de lagarta para um conjunto de plantas, mas reproduziram apenas silêncio para o outro conjunto de plantas.

Traduzido por: Alinne Santos

por: Alinne Santos

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.