Receba conteúdo florestal grátis toda semana

Arborização

Treepedia: plataforma online mostra o percentual de arborização urbana em grandes cidades

A presença de árvores nas cidades ajuda a reduzir as temperaturas urbanas, proporcionando microclimas mais agradáveis, atenuam a poluição do ar e com toda certeza contribuem para um maior bem-estar da população. Esses são somente alguns dos muitos benefícios que as árvores fornecem em áreas urbanas.

Cada vez mais cidades estão reconhecendo os benefícios da arborização urbana e diversas estratégias vêm sendo desenvolvidas de forma a integrar, cada vez mais, as árvores no ambiente urbano, por esse motivo, uma equipe de pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em colaboração com o Fórum Econômico Mundial, desenvolveu o projeto Treepedia, que dá aos cidadãos, pesquisadores, gestores e qualquer interessado no tema, acesso a dados qualitativos e quantitativos sobre a vegetação em diversas cidades do mundo.

Como funciona a plataforma?

Inicialmente, a plataforma contava com 10 cidades e agora conta com 23, sendo a cidade de São Paulo a única representante brasileira: Amsterdã, Boston, Cambridge, Cape Town, Durban, Frankfurt, Genebra, Johannesburgo, Londres, Los Angeles, Miami, Nova Iorque, Paris, Quito, Sacramento, São Paulo, Seattle, Singapura, Sidney, Tel Aviv, Toronto, Turin e Vancouver. Os níveis de vegetação de cada cidade são obtidos através de imagens do Google Street View (GSV) e outras bases de dados, como a densidade populacional que, por sua vez, servem para criar o Índice de Visualização Verde, ou em inglês Green View Index (GVI). 

A ideia principal é que ao usar o Google Street View ao invés de imagens de satélite, é explorada a percepção humana do ambiente a partir do nível da rua. O Índice de Visualização Verde tenta mostrar como é a visão de uma rua através do número de árvores que ela contém, é representado em uma escala de 0 a 100, mostrando a porcentagem de cobertura do dossel de um determinado local. O foco da Treepedia é mensurar o percentual de árvores das ruas: não mapeia parques, já que a Google Street View nem se aventura neles.

A plataforma também permite a quem acessa clique em uma série de pontos para que sejam exibidas imagens das ruas em questão, assim, a Treepedia acaba por apresentar um catálogo bem detalhado da vegetação urbana de uma cidade. O objetivo geral do projeto é tornar os dados acessíveis a profissionais e não profissionais em Sistemas de Informações Geográficas.
No site da plataforma consta o seguinte questionamento: É claro que os parques são um componente essencial da vegetação urbana. Mas você já se perguntou o quão sustentável é sua rua ou bairro? Sua cidade precisa de mais esforços para tornar as ruas mais verdes? Você sabia que você também pode contribuir juntando-se a uma abordagem prática em vez  de esperar que as coisas sejam feitas por políticos e gestores?

Pelos critérios da Treepedia, qual a cidade mais verde?

Entre as 23 cidades já mapeadas, Singapura ocupa o primeiro lugar com 29,3% da sua área ocupada por arborização. No extremo oposto, com o menor percentual aparece Paris, com apenas 8,8%. A única representante de cidades brasileiras, São Paulo apresenta 11,7%, ocupando o 21º lugar.

Link para acesso à plataforma Treepedia: Treepedia








Fonte: Massachusetts Institute of Technology - MIT, Treepedia - MIT

por: Leovigildo Santos

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.