Receba conteúdo florestal grátis toda semana

[Operação Panóptico][FISCALIZAÇÃO]

Novas técnicas do IBAMA para combate ao desmatamento


Foto : Badaró Ferrari

O Ibama desenvolveu novo modelo de fiscalização ambiental com o objetivo de prevenir o desmatamento na Amazônia. A partir da identificação de áreas com maior risco de desmatamento ilegal, proprietários rurais são monitorados e recebem alertas do Instituto para não desmatar. A punição em caso de descumprimento da determinação será imediata.
O Ibama concluirá neste mês o envio de 25,2 mil alertas a donos de imóveis rurais em 59 municípios de 8 estados da Amazônia Legal.

As áreas com maior risco de desmatamento são definidas por informações georreferenciadas disponíveis em bases de dados que permitem análise e identificação dos proprietários de cada imóvel rural.

Os proprietários rurais são orientados sobre a necessidade de solicitar autorização prévia ao órgão ambiental estadual antes de qualquer supressão de vegetação e recebem informações sobre as consequências administrativas, civis e criminais do desmatamento ilegal. As multas, os embargos e outras sanções previstas na legislação serão aplicadas após eventual descumprimento dos alertas do Instituto.

Em 2016, o Ibama iniciou a Operação Controle Remoto, que usa imagens de satélite, bancos de dados espaciais e outras informações georreferenciadas para identificar e qualificar infrações ambientais. O desmatamento ilegal, o descumprimento de embargos, o impedimento da regeneração da vegetação e o funcionamento de atividades sem licença ambiental válida são os principais alvos.

"Com os avanços tecnológicos e a disponibilidade de informações mais precisas, o Ibama tem buscado modernizar as ações, reduzindo custos e ampliando a abrangência e a escala, com segurança para a comprovação de autoria e materialidade", afirma o coordenador-geral de Fiscalização Ambiental", Renê Luiz de Oliveira.

A vigilância por satélite na Amazônia foi intensificada a partir de 2004 com o lançamento do sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A Operação Panóptico foi concebida a partir de estudos científicos realizados por analista ambiental do Ibama e pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Apesar de uma ferramenta tecnológia interessante, esse tipo de abordagem pode trazer problemas para as empresas, visto que análises de satélite podem ainda não ser tão precisas. O que você acha dessas ferramentas para combate ao desmatamento?

Assessoria de Comunicação do Ibama
061 3316 1015

por: Lucas Monteiro

1 comentários:

Tecnologia do Blogger.